Pedro Neves

Maçonaria - Esoterismo - Simbolismo

Textos

MAÇONARIA - 124 - MAÇONARIA E GRUPOS MINORITÁRIOS - UM ALERTA
MAÇONARIA
124
MAÇONARIA E GRUPOS MINORITÁRIOS – UM ALERTA
Constantemente recebo questionamentos sobre a participação de grupos minoritários na maçonaria, mulheres, deficientes físicos, homossexuais, etc. Assuntos altamente polêmicos.
Em 19/04/2008 postei o artigo de nº 15, cujo título é: Maçonaria Feminina, e em alguns de seus parágrafos faço as seguintes colocações:
- “A maçonaria que visa o aperfeiçoamento Moral e espiritual do ser humano, não pode se omitir e lavar as mãos na questão feminina e outros grupos minoritários, deficientes físicos, homossexuais, outros grupos maçônicos, etc”.
- “A presença da mulher nas fraternidades iniciáticas, sempre se fez destacar. Assim como, na maçonaria da Inglaterra, França, Bélgica, Portugal, EUA, Brasil ou na Rosa Cruz, Martinismo, etc”.
- “Na maçonaria tolera-se apenas em ordens tuteladas (Fraternidades Femininas, Filhas de Jó, Estrela do Oriente, Filhas do Nilo, Garotas do Arco-iris, etc)”.
- “As mulheres que em épocas não tão distantes, viviam sob a tutela masculina, do Pai, Marido ou Companheiro, hoje vivem a era da Igualdade social, no lar, no trabalho, ciência e cultura”.
- “A França, sempre ela, em 1774, é a primeira nação a reconhecer lojas criadas para admitir somente o então chamado sexo frágil. Lojas de Adoção, com esse nome, porque elas eram mantidas sob a tutela de Lojas masculinas, isto, porque ainda não eram consideradas iguais”.
- “A imperatriz Josefina, mulher de Napoleão Bonaparte, foi Grã-Mestra”.
- “A Loja Les Libres Penseurs du Pecq, em 14/01/1882, iniciou Marie Deraisme, que seria fundadora do Le Droit Humain, em 04/04/1893, Loja mista que admitia a Igualdade entre homens e mulheres”.
- “A maçonaria não pode se dar ao luxo de dispensar os serviços da mulher, como mãe, esposa, filha, companheira ou amiga, ela é necessária em nossas obras assistênciais filantrópicas, eventos festivos, culturais e espirituais”.
- “A maçonaria feminina (adoção), ou a mista (Os Direitos Humanos), é uma realidade. Existem lares onde marido e mulher, são irmãos, mas não podem se intervisitarem em virtude de não reconhecimento, vivendo uma situação esdrúxula”.
- “Nossos rituais maçônicos do Rito Escocês Antigo e Aceito, realmente foram criados visando apenas a iniciação masculina (existem rituais com abrangência a cerimônias mistas ou femininas, o Ritual de Lauderdale é um deles e os sinais, toques e palavras são iguais), nós vivemos hoje, uma tradição em que temos por parceiros de mentalidade, apenas a Igreja Católica”.
- “É indiscutível o imenso número de mulheres que suplantam os homens em todos os segmentos da sociedade”.
- “Os antigos mistérios, sempre tiveram a brilhante participação feminina”.
As transformações ocorridas no mundo atual com relação às mulheres e outros grupos são visíveis e saltam aos olhos. Por uma questão de cultura, em alguns países elas e os outros grupos, ainda são considerados como seres inferiores e não possuem direitos.
O Rotary e o Lions (clubes de serviço) que também não admitiam mulheres, já se abriram e mostram a evolução atual.
As mulheres não são aceitas pela maconaria tradicional no Brasil, elas ainda são aceitas apenas nas ordens paramaçônicas tuteladas (Fraternidades Femininas, Filhas de Jó, Star Eastern, Filhas do Nilo, Garotas do Arco-iris, etc), e os maçons louvam os excelentes trabalhos por elas executados, mas, o preconceito contra elas ainda é bastante forte, a maior parte dos maçons brasileiros desconhece a existência de outros ritos e rituais, e são estes os mais radicais, que não aceitam mudanças, que não procuram evoluir e fazem a maçonaria regredir no tempo.
Com certeza chegará o dia em que, as mulheres, os deficientes físicos, os homosexuais, os grupos maçônicos minoritários, etc, exigirão na justica comum o direito de serem aceitos e reconhecidos constitucionalmente pela Sublime Instituição. Qual será a reação dos dirigentes e do povo maçônico a uma determinação judicial? Irão cumprir as determinações judiciais como devem fazer todas as instituições (ordem judicial não se discute, cumpre-se), ou tentarão protelar, e, por certo, perderão em todas as instâncias de recursos. Qual será o 1º Grão-Mestre a abrir as nossas portas a estes grupos? Qual será o 1º Grão- Mestre a autorizar (através de uma ordem judicial), a confirmação matrimonial de homossexuais? Qual será o 1º Grão- Mestre a autorizar a iniciação de pessoas com deficiência física (existem dificientes físicos que não o eram na época de suas iniciações e que podem permanecer na maconaria ao se tornarem deficientes, e o que dizer de quem usa óculos? Eles são deficientes visuais, portanto, deficientes físicos). Qual será o 1º Grão- Mestre a fazer tratados de amizade com outros grupos maçônicos sérios, mas minoritários, cumprindo e fazendo cumprir integralmente, o preceito do Divino Mestre “Amai-vos uns aos outros, formai uma única família, sede todos irmãos”.
Na maçonaria atual, só para lembrar e servindo de exemplo, não poderiam fazer parte: Madre Tereza de Calcutá (mulher), o eminente cientista Stephen Willian Halking (deficiente físico), o maior Grão-Meste que conheci era deficiente físico, Arlindo dos Santos. O cantor e compositor Elton John (já pensaram se ele solicitasse a confirmação matrimonial?).
A maçonaria só foi secreta em determinados países em épocas especiais (totalitarismo, etc), na maior parte de sua existência ela sempre foi discreta, os seus templos e integrantes são conhecidos, os seus estatutos são registrados em cartórios civis e possuem personalidade jurídica.
A maçonaria brasileira tenta se fechar como um feudo medieval, só aceitando o ingresso de candidatos através de indicação de outros membros, no exterior é diferente, quem se julgar dígno, poder preencher uma solicitação com os dados necessários para serem analisados, e recebendo aprovação serão iniciados.
Na maçonaria brasileira, não se respeita nem mesmo os mais elementares direitos humanos, a “Liberdade” não existe e ela não é praticada, os maçons são proibidos de aceitarem a intervisitação e contatos com outros grupos maçônicos sérios, mas, minoritários. A “Igualdade” não existe, e não é praticada, ela é um conto de fadas, ela só existe em grupos altamente fechados. A “Fraternidade” não existe, o que existe é o “Bullying Maçônico", termo que se refere a todas formas de atividades agressivas, verbais ou físicas contra outras pessoas ou grupos.
Dentro da instituição existem muitos necessitados, com seus telhados descobertos, mas, a “Caridade” geralmente é praticada para cobrir os telhados dos de fora.
Recebe-se com altas honras, pessoas que não pertencem a Ordem Maçônica, mas, se recusam a receber irmãos valorosos por não pertencerem a determinados grupos fechados.
A maçonaria está perdendo o que ela possuia de mais importante, a “Espiritualidade”, ela está se tornando cada vez mais, em uma intituição materialista com o argumento que ela não é religião. A maçonaria não é uma religião ou seita, seus integrantes podem seguir a religião que seus corações mais tiverem afinidade, mas o seu ensinamento está baseado nos livros sagrados religiosos.
Qual será o Grão-Mestre que terá a coragem de querer acabar com as divisões na maçonaria, somos muitos, mas estamos divididos, não temos espírito de corpo, não formamos uma unidade. O Grão-Mestre que se dispor a por um fim nas divisões maçônicas, através de conversas com os grupos sérios e minoritários da maçonaria brasileira, alías, os grupos sérios já não são tão minoritários, basta que se faça uma soma de todos os que existem nos estados, afinal, a maçonaria não é praticada apenas por um, dois ou três grupos fechados, quem pensa assim, desconhece totalmente o que seja maçonaria. Com certeza o Grão-Mestre que assim o fizer estará escrevendo o seu nome nos anais maçônicos como o maior de todos, e, a ele caberá muito justamente o título de “Pacificador”.

Para aquisição do Livro ANÁLISE DO RITUAL DE APRENDIZ MAÇOM - REAA, solicite através do site: www.pedroneves.recantodasletras.com.br
Clicando em livros à venda ou enviando e-mail de solicitação ou através do site: www.mercadolivre.com.br em livros maçônicos.

Pedro Neves .’. M.’. I.’. 33.’. MRA
Membro Efetivo da Cadeira 001 – Patrono: Arlindo dos Santos
da Academia Maçônica de Letras do Brasil – Arcádia Belo Horizonte
Preceptor da Suprema Ordem Civil e Militar dos Cavaleiros Templários

SITES: www.pedroneves.recantodasletras.com.br
www.periclesneves.recantodasletras.com.br
www.academiamaconicadeletrasdobrasil.blogspot.com
www.trabalhosmaconicos.blogspot.com
www.cavaleirostemplariosbhmg.blogspot.com
Pedro Neves
Enviado por Pedro Neves em 11/10/2013
Alterado em 16/11/2013

Música: POWER OF LOVE - REFLEX

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("você deve citar a autoria de Pedro Neves e o e-mail, neves.pedro@gmail.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras